Mais de 80% das obras para a instalação de geradores de energia estão finalizadas

por Rebeca Lopes Silva publicado 09/06/2016 16h07, última modificação 09/06/2016 16h07
A empresa ganhadora da licitação para a instalação dos três grupos geradores de energia, incluindo a construção das bases e os cabeamentos, no Campus Amajari do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (CAM-IFRR), Distribuidora Cummins Centro Oeste Ltda., de Tocantins, concluiu 80% dos serviços.

A empresa ganhadora da licitação para a instalação dos três grupos geradores de energia, incluindo a construção das bases e os cabeamentos, no Campus Amajari do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (CAM-IFRR), Distribuidora Cummins Centro Oeste Ltda., de Tocantins, concluiu 80% dos serviços.

Os três equipamentos custaram R$ 331.500,00. Dois são grupos geradores de 170kVA, cada um no valor de R$ 100.750,00 sendo um para atender à parte administrativa do campus e os alojamentos, e outro ao ginásio e ao almoxarifado. O de 260kVA, que custou R$ 130.000,00 atenderá aos blocos das salas de aula, aos laboratórios, à biblioteca, à área de convivência e ao refeitório.

De acordo com o engenheiro eletricista do IFRR Sidarta Gautama de Almeida, faltam pouco mais de 20% dos serviços de instalação dos cabos elétricos e das bases onde vão ficar os geradores. A empresa também está finalizando o local em que será instalado o quadro de transferência de energia, que é o painel que faz a transferência entre concessionária e grupo gerador automaticamente, em caso de falta de energia.

O engenheiro explicou que a empresa que forneceu os geradores é responsável pelo fornecimento e pela instalação completa dos equipamentos, tendo quarenta e cinco dias para concluir os serviços, a contar da entrega deles ao IFRR, prazo que termina dia 28 de junho. “Mas acreditamos que, pelo andamento dos serviços, os geradores entrem em funcionamento antes da data prevista”, avaliou.

Concluída essas duas etapas, a próxima será a formalização da entrega técnica, que é a empresa fazer os testes de funcionamento com carga e treinar um profissional habilitado para ficar responsável pela operação e pelo abastecimento do equipamento. O engenheiro informou que os equipamentos têm um ano de garantia e que, nesse período, a empresa contratada fica responsável pela manutenção preventiva e corretiva.

O diretor-geral em exercício do CAM, Rafael Fiusa de Morais, disse que os geradores vão trabalhar apenas quando a concessionária deixar de fornecer energia elétrica ao município, que vem enfrentando graves problemas nessa área. “A compra dos geradores foi um investimento do IFRR para garantir o funcionamento das atividades quando faltar energia, em especial para garantir o mínimo de conforto aos alunos que ficam alojados no campus”, afirmou.

 

 

Rebeca Lopes

IFRR/CCS/CAM

9/6/2016