Reunião discute ações de qualidade de vida dos servidores do IFRR

por Rebeca Lopes Silva publicado 14/06/2016 09h25, última modificação 15/06/2016 17h12
Representantes das comissões internas de qualidade de vida dos Campi Novo Paraíso e Amajari e da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR) participaram da terceira reunião do ano, na manhã desta segunda-feira, dia 13, na sala da Direção-Geral do Campus Amajari (CAM)

Representantes das comissões internas de qualidade de vida dos Campi Novo Paraíso e Amajari e da Reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR) participaram da terceira reunião do ano, na manhã desta segunda-feira, dia 13, na sala da Direção-Geral do Campus Amajari (CAM).

O objetivo foi avaliar as atividades realizadas pelas comissões e definir ações para o segundo semestre. O grupo definiu que, de 15 a 19 de agosto, ocorrerá a “Semana de Saúde do Servidor” simultaneamente em todos os campi. O calendário de atividades do IFRR e das instituições parceiras deverá ser elaborado por cada unidade.

De acordo com a coordenadora de Qualidade de Vida da Reitoria, Amanda Lima, a dúvida estava em realizar o evento no mês de julho, mas, como os docentes do Amajari retornam do recesso na segunda quinzena desse mês, e os do Novo Paraíso no início de agosto, o grupo concordou que será de 15 a 19 de agosto.

Outro ponto definido foi inserir no calendário anual uma atividade de diversidade falando de consciência negra, abrangendo a diversidade como um todo. O mês escolhido foi novembro. “Também colocamos o “Intera IF”, que é um projeto que já existe e que ainda não conseguimos implementar por conta das atividades que estamos realizando”, disse Amanda, explicando que o projeto consiste em um debate coordenado por uma psicóloga da instituição.

Para a presidente da comissão do CAM, Pedrina Figueiredo, as reuniões ajudam na troca de experiências com os demais campi e mostram que as dificuldades enfrentadas não são particularidades. “O principal desafio está em realizar as atividades que tenham a participação da maioria, e a gente percebe que o discurso é o mesmo em cada campus. Como debatido hoje, precisamos buscar estratégias que façam com que os docentes, por exemplo, participarem mais”, frisou.

COMISSÃO – Amanda comentou que as comissões internas de cada campus foram montadas com base na política de saúde e segurança do servidor, assunto que está em análise pelo Conselho Superior (Consup). Depois de aprovada a política, será montada a Comissão Permanente de Qualidade de Vida.

Segundo ela, a comissão vai trabalhar no mesmo molde das provisórias, com foco na saúde e na segurança do servidor; na política organizacional, no estilo de vida, na integração do servidor, no trabalho organizacional, na mediação de conflitos, entre outros. Ela citou como exemplo de integração e interação os Jogos de Integração dos Servidores. “Todos os campi participaram. Foi um sucesso”, enfatizou.

 

 

Rebeca Lopes
IFRR/CCS/CAM
13/6/2016