Estágio

por Renner Sadeck publicado 21/04/2015 01h45, última modificação 13/05/2015 19h07

O Estágio Curricular regido nos termos do Parecer CNE/CP n°28/2001 é “entendido como o tempo de aprendizagem que, através de um período de permanência, alguém se demora em algum lugar ou ofício para aprender a prática do mesmo e depois poder exercer uma profissão ou ofício”.

O Estágio Supervisionado é um componente curricular obrigatório para os Cursos de Tecnologia, porém, segundo o mesmo Parecer citado acima “supõe uma relação pedagógica entre alguém que já é um profissional reconhecido num ambiente institucional e um aluno estagiário”, por esse motivo, o Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, optou por colocar em sua matriz curricular, 240 horas de Estágio Curricular Obrigatório Supervisionado previsto para ser realizado a partir do Módulo IV.

Ao realizar o estágio curricular, o acadêmico será levado a cumprir um programa de atividades inerentes às competências e habilidades estudadas no curso, realizando intervenções próprias do profissional de Análise e Desenvolvimento de Sistemas. Na atividade de Estágio o acadêmico será orientado, acompanhado e supervisionado por um professor do curso, e também por outro profissional atuante no mercado, na empresa ou local onde o mesmo irá cumprir o seu programa de Estágio.

O programa de Estágio será elaborado pelo coordenador do curso em concordância com o acadêmico, levando em consideração a realidades específica do local ou empresa onde o mesmo irá desenvolver suas atividades. Portanto, a elaboração do programa de estágio é uma ação pedagógica do curso, que não constitui - se em ato isolado do acadêmico, mas que exige a realização de visitas técnicas ao ambiente pretendido, com o estabelecimento de contatos formais com os profissionais destes ambientes, envolvendo tanto a equipe de gestão do ambiente pretendido, quanto a equipe pedagógica do Departamento de Ensino de Graduação - DEG.

A sistematização e controle do acompanhamento das atividades de estágio ocorrerão mediante a adoção de fichas, formulários, planos de atividades, relatórios e através da realização de reuniões dos estagiários com o orientador de estágio.

Também devem ser realizadas visitas ao estagiário em seu local de estágio pelo professor orientador, tanto para que o mesmo possa ser observado e avaliado no efetivo exercício da prática de estágio, quanto para troca de informações sobre o mesmo com a equipe profissional do ambiente.

Os procedimentos formais para efetivação do estágio seguirão os seguintes passos:

  1. Visita ao ambiente de estágio para conhecer a realidade, coletar dados sobre a instituição objeto de estágio e/ou aula teórica com o professor orientador;
  2. Elaboração do plano de estágio, sob a orientação do professor orientador;
  3. Oficialização do estágio a partir da assinatura do Termo de Compromisso de Estágio (DIREX/IFRR);
  4. Desenvolvimento das atividades de estágio;
  5. Realização de visitas periódicas ao estagiário em seu ambiente de estágio, por parte do professor orientador;
  6. Realização de reuniões periódica entre estagiário, professor-orientador e coordenação do curso;
  7. Avaliação do estagiário, realizada pela instituição concedente;
  8. Autoavaliação do estagiário;
  9. Avaliação do estagiário, realizada pelo professor orientador do estágio;
  10. Elaboração e apresentação do Relatório de Estágio.

Após a conclusão do o estágio, o aluno deverá entregar o Relatório de Estágio Curricular Supervisionado assinado pelo professor orientador a Coordenação do Curso para que a mesma informe a (DIREX/IFRR) o resultado do mesmo.

A assinatura do professor orientador subentende que ele aprovou o  Relatório, segundo  os  critérios  mínimos  de  aprovação.

Os instrumentos  para  a  avaliação  do  Estágio Curricular  Supervisionado  Obrigatório  do  Curso  Superior  de  Tecnologia  em  Análise e Desenvolvimento de Sistemas são:

  • Ficha de Avaliação do estagiário, realizada pela instituição concedente;
  • Relatório de estágio;

Será aprovado o aluno que obtiver a nota mínima 7,0 (sete) na referida avaliação.

A carga horária de estágio, bem como a avaliação do estágio, deve ser integralizada no prazo do período letivo em que está matriculado, ao contrário, o aluno será reprovado no estágio devendo realizar nova matrícula no semestre de oferta seguinte e concluir o estágio observado o prazo para integralização do curso.

O estudante poderá, ao longo do curso, realizar estágio não obrigatório em instituições que o IFRR/CBV possua convênio. A realização do estágio não obrigatório não dispensa o  estudante  da  realização  do  estágio  curricular  obrigatório  para  o curso.

Dentre as Instituições em que o acadêmico poderá realizar seu estágio, destacamos:

  • Empresas de desenvolvimento de Sistemas;
  • Provedoras de Internet;
  • Órgãos Públicos;
  • Empresas de Consultoria na área de Tecnologia da Informação.

Documentos para realização do Estágio:

Observação:

Os formulários devem ser preenchidos a próprio punho .