Campus Boa Vista Centro recebe oito novos servidores

por Virginia publicado 15/03/2016 16h15, última modificação 16/03/2016 12h02
Na manhã de ontem (14), no auditório do Campus Boa Vista Centro, foi realizada a solenidade de posse dos novos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR). Foram empossados 29 servidores de vários cargos das carreiras de Técnico e Docente do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), os quais foram recepcionados pelos gestores do IFRR e prestigiados por familiares e convidados.

Na manhã de ontem (14), no auditório do Campus Boa Vista Centro, foi realizada a solenidade de posse dos novos servidores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IFRR). Foram empossados 29 servidores de vários cargos das carreiras de Técnico e Docente do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), os quais foram recepcionados pelos gestores do IFRR e prestigiados por familiares e convidados.

Programação – Pela manhã, além do ato de posse, a programação contou com várias palestras: a primeira sobre a estrutura da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Rede EPT), ministrada pela assessora de Relações Internacionais do IFRR, professora Sandra Mara Dias de Paula Botelho, e outras sobre a estrutura das pró-reitorias da instituição, ministradas pelos pró-reitores. No período da tarde, os novos servidores participaram de uma palestra sobre direitos e deveres dos servidores no âmbito do governo federal, ministrada pelo representante da Advocacia-Geral da União (AGU).

O diretor-geral do Campus Boa Vista Centro, professor Milton José Piovesan, deu as boas-vindas aos novos servidores, ressaltando o êxito profissional de cada um. “Tenho convicção de que vocês estão alcançando uma importante meta e, mesmo com a concorrência por uma vaga no serviço público federal, não desanimaram e estão aqui hoje para celebrar um momento tão especial”, disse.

Já a assessora de Relações Internacionais, professora Sandra Mara Dias de Paula Botelho, ressaltou a importância da chegada dos novos servidores para a expansão do IFRR e da educação profissional. “A Rede de Educação Profissional e Tecnológica precisa dessa força de trabalho para que possa expandir-se”, frisou.

A ampliação do quadro funcional do IFRR é reflexo do crescimento da Rede Federal, que está vivenciando a maior expansão de sua história. De 1909 a 2002, foram construídas 140 escolas técnicas no País. Entre 2003 e 2010, o Ministério da Educação entregou à população 214 novas unidades, previstas no plano de expansão da Rede Federal de Educação Profissional. Além disso, outras escolas foram federalizadas.

Entre os anos de 2011 e 2014, o MEC investiu mais de R$ 3 bilhões na expansão da educação profissional.  Das 208 novas unidades previstas para o período, todas entraram em funcionamento, totalizando 562 escolas em atividade. 

Somam-se, portanto, 38 institutos federais presentes em todos os estados, oferecendo cursos de qualificação, ensino médio integrado, cursos superiores de tecnologia e licenciaturas. 

Essa rede ainda é formada por instituições que não aderiram aos institutos federais, mas também oferecem educação profissional em todos os níveis. São 2 Cefets, 25 escolas vinculadas a universidades e 1 Universidade Tecnológica.

Acompanhando tal expansão, o IFRR amplia sua atuação tanto na Capital como no interior. Além dos campi já em funcionamento, como o Campus Boa Vista Zona Oeste, o mais recente deles, a instituição conta com o Campus Avançado do Bonfim e com a perspectiva de implantação de mais um Centro de Referência, na região Ingarikó, além de um campus indígena na Terra Indígena Raposa Serra do Sol.

Para que todas as nossas ações tenham êxito, esse crescimento precisa vir acompanhado do aumento do número de servidores, haja vista a missão de levar um ensino profissional de qualidade, inclusive aos campi mais afastados dos grandes centros. No IFRR, o investimento em infraestrutura tem caminhado lado a lado com a contratação, a efetivação e a qualificação de novos servidores, que, formados nas diversas áreas do conhecimento, vêm somar forças para o fortalecimento da instituição de ensino profissional que mais cresce em Roraima.

 

Virginia Albuquerque

CCS/Campus Boa Vista Centro

15/03/2016