Alunos do Campus Boa Vista Centro realizam projeto em parceria com Escola de Aplicação

por João Pedro baraúno da Silva Miranda publicado 03/11/2015 16h25, última modificação 03/11/2015 18h01
Os acadêmicos do Curso Superior em Tecnologia e Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Campus Boa Vista Centro/Instituto Federal de Roraima (CBVC-IFRR), desenvolveram, em parceria com a Escola de Aplicação da Universidade Federal de Roraima, o projeto Clubinho do Código: Ensino de Programação para Crianças, que tem como objetivo a intervenção no processo de aprendizagem com uso da programação.

Os acadêmicos Rafael Pereira Pinto, Leandro Sobenck, Keila Silva da Costa e Adriele Tavares da Costa, do Curso Superior em Tecnologia e Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Campus Boa Vista Centro/Instituto Federal de Roraima (CBVC-IFRR), desenvolveram, em parceria com a Escola de Aplicação da Universidade Federal de Roraima, o projeto Clubinho do Código: Ensino de Programação para Crianças, que tem como objetivo a intervenção no processo de aprendizagem com uso da programação.

O público-alvo das oficinas do Clubinho do Código foram crianças de 8 a 11 anos, estudantes do ensino fundamental II da Escola de Aplicação. As atividades ocorreram em horário oposto às aulas, com uma turma composta por 12 estudantes.

Para desenvolver as atividades, foi utilizado o software livre Scrach. Analisou-se o desempenho individual e coletivo dos alunos por meio de entrevistas semiestruturadas, contendo perguntas simples. O projeto foi bem recebido pelos gestores da Escola de Aplicação, representados pelo diretor, professor Everton José Gomes dos Santos, e pela professora Maria Leogete Joca da Costa, os quais ratificaram o interesse por projetos em parceria com o Instituto Federal de Roraima.

clube do código 01

 

O professor Cristofe Rocha, orientador do projeto, destacou a importância do trabalho. “Temos buscado realizar intervenção nos arranjos produtivos locais a fim de melhorar o cenário em que estamos inseridos”, disse.

Os pais e alunos ficaram satisfeitos com a organização e a dedicação de todos. A programação com uso do Scrach para motivar e facilitar o processo de aprendizagem é objeto de estudo nas Universidades de Massachusetts Institute of Technology e Cambridge. Isso propiciou a investigação do estado da arte. “Em nosso caso, aplicamos a metodologia para uma classe pouco explorada mundialmente e estamos sistematizando nossos resultados para publicação em revista internacional”, ressaltou o aluno Rafael Pereira.

A formalização da parceira só foi possível graças ao empenho do diretor-geral do Campus Boa Vista Centro, professor Milton Piovesan, e dos professores Drs. Genival Almeida e Renner da Silva Sadeck.   

clube do código 02