PROJETO DE EXTENSÃO - Cine Neabi, edição 2016, inicia celebrando o Abril Indígena

por Virginia publicado 20/04/2016 15h15, última modificação 21/04/2016 11h24
O projeto de extensão Cine Neabi/Multiplicando Olhares inicia sua segunda edição celebrando o Abril Indígena, com a exibição de três filmes sobre o tema. O Povo Brasileiro – Matriz Tupi, Serenkato e Nas Trilhas de Makunaima serão as obras exibidas este mês, abrindo o Ciclo I – Da Terra

O projeto de extensão Cine Neabi/Multiplicando Olhares inicia sua segunda edição celebrando o Abril Indígena, com a exibição de três filmes sobre o tema. O Povo Brasileiro – Matriz Tupi, Serenkato e Nas Trilhas de Makunaima serão as obras exibidas este mês, abrindo o Ciclo I – Da Terra.

O Povo Brasileiro – Matriz Tupi, exibido no dia 13 de abril, é uma recriação da narrativa do antropólogo Darcy Ribeiro em seu livro O Povo Brasileiro, considerado um dos clássicos das Ciências Sociais. Apoiado em imagens de época, o documentário discute a formação dos brasileiros e a singularidade do sincretismo cultural que dela resultou. O primeiro capítulo reconstrói o universo dos povos tupi antes da chegada dos portugueses.

Nesta quinta-feira, dia 20, a obra exibida foi Serenkato, curta-metragem de produção roraimense que retrata a paixão da etnia macuxi pela música na Comunidade Campo Alegre, em Roraima. A exibição contou com a participação do documentarista Cláudio Lavôr, produtor de Serenkato.

Fechando o Ciclo I – Da Terra, no dia 27 de abril o Cine Neabi exibe Nas Trilhas de Makunaima, documentário roraimense dirigido por Thiago Bríglia que apresenta a personagem mitológica de maior representatividade entre os indígenas do extremo norte do Brasil. Narrativas de índios ingaricó, taulipangue e macuxi mostram as diversas faces de Makunaima – um ancestral guerreiro de origem ‘Karib’.

Projeto aprovado no Programa de Bolsas de Extensão (Pbaex) do IFRR, edições 2015 e 2016, o Cine Neabi é um cineclube que tem a temática da diversidade e dos direitos humanos – em seus variados campos – como foco principal. O projeto, desenvolvido pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do IFRR/Campus Boa Vista Centro, está dividido em ciclos mensais de filmes (até o mês de agosto), por área temática, com exibição semanal, sempre às quartas-feiras, às 12h, no auditório do Campus Boa Vista Centro, seguida de debate com os participantes. A entrada é gratuita e aberta a toda a comunidade interessada.

 

Cristina Oliveira
Neabi/IFRR/Campus Boa Vista Centro
20/4/2016