Grupo de Pesquisa do Campus Boa Vista realiza estudos sobre a Covid-19 relacionados à saúde bucal

por Virginia publicado 13/05/2020 15h15, última modificação 13/05/2020 15h41
O resultado da pesquisa constitui-se em significativa contribuição sobre a Covid-19, no contexto da pandemia, relacionada às questões de precauções especiais na área de saúde bucal.

O grupo de pesquisa do Campus Boa Vista denominado Health Tec, coordenado pelo professor Cristofe Rocha, vem desenvolvendo estudos sobre o novo coronavírus e produziu o artigo “Special Precautions in Oral and Maxillofacial Surgeries Regarding Covid-19 Transmission”.

O resultado da pesquisa constitui-se em significativa contribuição sobre a Covid-19, no contexto da pandemia, relacionada às questões de precauções especiais na área de saúde bucal.

Estudo – Rocha explica que se acredita que a transmissão interpessoal do vírus SARS-CoV2 ocorra, principalmente, por gotículas respiratórias e contato direto com pessoas infectadas. Sendo assim, os estudos reforçaram ainda mais a possibilidade de transmissão por meio de gotículas orais, em virtude da grande quantidade de RNA de SARS-CoV encontrada. “É importante que os profissionais de saúde bucal estejam atentos para evitar a disseminação, pois o vírus pode sobreviver nas mãos, objetos e superfícies que foram infectados pela saliva por até nove dias. A inalação de partículas aerossóis produzidas em paciente com a Covid-19 representa alto risco de infecção cruzada entre cirurgiões e pacientes. Nesse sentido, o objetivo desse estudo é reunir recomendações de órgãos de saúde e artigos científicos para auxiliar o cirurgião quanto aos procedimentos. A finalidade é diminuir a transmissão da Covid-19 durante o atendimento de paciente em situação de urgência e emergência. Essa pesquisa vai consubstanciar a elaboração de novos protocolos de atendimentos. Estamos vivendo uma nova fase, uma mudança na área médica”, disse o professor.

Reconhecimento – O professor e doutor Habib Benzian, membro da Associate Director Global Health & Policy, Who Collaborating Center for Quality Improvement & Evidence, da New York University College, comentou a relevância do trabalho em nível internacional. “Como ex-cirurgião, aprecio muito sua abordagem de sintetizar as recomendações para cirurgia maxilar-facial sob Covid-19. O aspecto da transmissão de aerossóis está no centro do desafio, e você descreve a gama de medidas adotadas até o momento e recomendadas para o futuro próximo”, declarou.

A diretora-geral do CBV, professora Joseane Cortez, falou sobre a relevância dessa publicação internacional para o IFRR. “Esse estudo tem muitas representações qualitativas, pois, além de inserir os estudantes pesquisadores no ambiente de pesquisa aplicada, traz como tema reflexões sobre o momento atual em que a tecnologia e a saúde precisam ser pensadas como fonte de investigação e produção de conhecimento. Muito orgulho por essa ação, pois, mesmo sem o desenvolvimento de aulas presenciais, todos estão trabalhando e produzindo”, disse.

Publicação da pesquisa – O artigo foi submetido à revista inglesa The Scientific World Journal, de qualificação Qualis B3 pela Capes, e aguarda publicação. O trabalho também foi enviado para a Organização Mundial de Saúde (OMS) como forma de disseminar os resultados, perante as fontes oficiais de informação, sobre descobertas relacionadas à doença causada pelo novo coronavírus. "Para nós, é motivo de muita alegria ver um trabalho desenvolvido em nosso estado servir como contribuição internacional para o desenvolvimento de pesquisas na área da Covid-19, sobretudo em um momento tão delicado”, contou Rocha.  

Grupo de pesquisa – Composto por dez pesquisadores, entre estudantes, professores e outros profissionais do CBV, o Health Tec é certificado no CNPq e desenvolve pesquisas na área de ciências da saúde.

Acesse o artigo no link a seguir:
 
Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
13/05/20