Parceria com a Funasa propicia desenvolvimento de atividades voltadas ao Dia Mundial da Água

por Virginia publicado 22/03/2019 08h25, última modificação 29/03/2019 09h30
Servidores técnicos e docentes, além de acadêmicos, participaram das atividades

Em alusão ao Dia Mundial da Água, comemorado nesta sexta-feira, 22, servidores técnicos e docentes do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima, além de acadêmicos dos cursos superiores de Licenciatura em Ciências Biológicas e Tecnologia em Saneamento Ambiental, participam, desde  fevereiro, de várias atividades em parceria com a Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

Realizada no período de 25 a 27 de fevereiro, no auditório da Funasa, a primeira atividade consistiu em  capacitação com foco na coleta e na preservação de amostras de água, sedimento, represas e mananciais de abastecimento público. Essa capacitação também é ofertada àqueles que atuam no monitoramento da qualidade da água para consumo humano em estações de tratamento de água (ETAs), reservatórios, rede de abastecimento público, poços e nascentes. Foram capacitados os servidores técnicos Bernardo Linhares e Ricardo Dantas e as professoras Cristiane Pereira de Oliveira e Danielli Lazarini.

Já a segunda atividade, voltada aos acadêmicos do curso superior de Tecnologia em Saneamento Ambiental, foi um treinamento, em forma de curso, intitulado Curso de Coleta, Preservação e Análises de Amostras de Água e Sedimentos, realizado no período de 11 a 15 de março, na Funasa. No curso, os alunos aprenderam  vários assuntos relacionados à água, entre eles as doenças de veiculação hídrica, os indicadores microbiológicos e físico-químicos, técnicas de coleta e preservação de amostras, técnicas de coleta de sedimentos e outros.

A parceria contou ainda com a realização de uma visita técnica, ocorrida na última quarta-feira, dia 20, por meio do projeto "Funasa de portas abertas para a comunidade". Durante a visita, os alunos dos módulos iniciais dos cursos de Licenciatura em Ciências Biológicas e Tecnologia em Saneamento Ambiental assistiram a uma palestra sobre as ações da Funasa e conheceram as soluções alternativas de tratamento de água para consumo humano e como estas podem ser aplicadas. Após a palestra, eles tiveram a oportunidade de observar o funcionamento do Salta-Z.

O Salta-Z, que significa Solução Alternativa Coletiva Simplificada de Tratamento de Água, consiste num projeto da Funasa que tem como finalidade transformar água suja em potável para o consumo humano das populações mais carentes, ribeirinhas e quilombolas. O equipamento é um tipo de filtro com tecnologia totalmente brasileira que está sendo considerado uma solução inovadora. Além de simples, consegue atender até 600 pessoas por dia.

Para a professora Cristiane Pereira, a parceria com a Funasa representou uma oportunidade ímpar para que alunos e servidores tivessem acesso a importantes experiências com relação ao tratamento e à preservação da água. “A parceria com a Funasa propiciou experiências, conhecimentos e novas vivências previstas nos planos de cursos. Proporcionou ainda a utilização de espaços físicos, como os laboratórios de análises físico-químicas e microbiológicas, sanando nossa dificuldade de laboratórios especializados para os componentes curriculares”, disse.

De acordo com Thalita Macedo, acadêmica do 1.º módulo do curso de Tecnologia em Saneamento Ambiental, o curso foi bastante proveitoso. “Foram citados assuntos que serão de suma importância para o crescimento profissional da turma e até mesmo para o crescimento pessoal. Durante a palestra, foi abordado o tema "água para todos" e nos foram apresentados dados sobre áreas nas quais o acesso à água potável é difícil, algo que não é a minha realidade, já que moro na cidade. Então, além de nos proporcionar o conhecimento técnico,  o curso também foi  um choque de realidade para mim”.

Sobre a parceria com instituições externas, a acadêmica ressalta que são positivas, pois ampliam as possibilidades de aprendizado. “Eu  considero de extrema importância, porque as transformações positivas em nossas vidas provêm da educação. Desse modo, essas parcerias que nos proporcionam acesso a novas experiências e conhecimentos, contribuem diretamente para o crescimento da sociedade. No mundo acadêmico, isso vem a somar em nosso currículo e, assim, facilitar o nosso acesso ao mercado de trabalho”, finalizou.

Luana Mesquita, bióloga da Funasa, explica que o objetivo do projeto é abrir as portas da Funasa para as associações de produtores rurais e para a comunidade acadêmica, apresentando os investimentos da instituição na área de saneamento, em especial de abastecimento de água no Estado de Roraima, assim como soluções alternativas de tratamento de água para consumo humano, visando à difusão de conhecimento e ao fortalecimento da instituição. “Uma das metas da Funasa é apoiar a promoção da saúde e a formação profissional, e essa parceria com Instituto Federal, em especial com o curso de Tecnologia em Saneamento Ambiental, não só enriquece a nossa instituição mas também auxilia na formação de profissionais com foco em situações reais vivenciadas pelos moradores de Roraima. Os técnicos da Funasa conhecem as dificuldades vivenciadas não só na capital mas também nos municípios do interior do estado, e isso faz com que levemos a esses alunos um olhar técnico-profissional com vistas à solução de problemas. Esses alunos formados pelo IFRR terão, assim, uma visão mais realista do saneamento e mais segurança para atuar no mercado”, disse.

Já a acadêmica do 3.º módulo do curso superior de Licenciatura em Ciências Biológicas Flavia dos Santos afirma que atividades como essas contribuem para o desenvolvimento do acadêmico. “Abordar temas relacionados à questão da preservação da água nos capacita para atuar de forma responsável com foco na melhoria da qualidade de vida da população e da sustentabilidade”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
22/3/19