Primeiro dia de aula é marcado por ação de acolhimento

por Virginia publicado 20/02/2018 17h20, última modificação 20/02/2018 17h20
A ação de acolhimento foi realizada nos três turnos de aula para recepcionar alunos dos cursos técnicos e superiores.

Alunos dos cursos técnicos e superiores do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV-IFRR) foram recepcionados pela equipe gestora e pedagógica, e também pelo atual presidente do Grêmio Estudantil da unidade, o acadêmico Elias Freitas.

“O ano de 2018 chega cheio de desafios para o CBV. Entre eles está a responsabilidade de mediar o conhecimento para estudantes que vêm ávidos de esperança e do desejo de encontrar na instituição um caminho formativo de qualidade. Isso representa um enorme desafio à gestão, aos servidores docentes e técnicos, porém sabemos do comprometimento de todos para dar o melhor de si em prol dessa causa educativa, de um ensino técnico e tecnológico de excelência. Sejam todas e todos bem-vindos!”, declarou a professora Joseane Cortez, diretora-geral do CBV.

Como parte da ação de acolhimento, Elias Freitas ministrou a palestra “Liderança juvenil no âmbito escolar”, com o objetivo de fomentar a participação ativa dos alunos nas ações institucionais. “Nosso objetivo é incentivar a participação do aluno como líder, mostrando que as ações que construímos juntos podem melhorar diversos aspectos de nossa instituição. É também enfatizar que a liderança estudantil refletirá a liderança social e que o objetivo da instituição é formar não somente técnicos, mas também cidadãos atuantes para a vida em sociedade”, frisou.

A recepção dos calouros foi complementada com o projeto Iniciativa IF, por meio do qual foram realizados o cerimonial de recepção, a gincana e, por fim, a apresentação do campus na visão dos alunos veteranos. “Isso faz com que o acolhimento, esse momento tão importante, seja mais efetivo e dinâmico. Não adianta passar muitas informações institucionais de uma só vez, como era feito em anos anteriores. Elas devem ser repassadas aos poucos e de forma mais didática, para que os alunos novatos as absorvam e as internalizem e se apropriem da instituição da qual agora fazem parte”, completou Elias.

 

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
20/02/2018