Professores do IFRR representam a instituição em conselhos ambientais

por Virginia publicado 08/11/2019 09h22, última modificação 08/11/2019 09h22
A professora Lidiana Lovato (CBV) e o professor Lucas Eduardo Comassetto (CAM) representaram o IFRR.

A professora Lidiana Lovato (CBV) e o professor Lucas Eduardo Comassetto (CAM) participaram, até esta quinta-feira, 7, do Seminário Integrado dos Conselhos Consultivos das Unidades de Conservação Federais de Roraima e da 22ª Assembleia Geral Ordinária do Conselho Consultivo da Estação Ecológica de Maracá.

Organizados pelo Conselho Consultivo da Estação Ecológica de Maracá, os eventos, que ocorreram no Eco Park, localizado no KM 35 da RR-205, contaram com a participação dos conselheiros dos conselhos consultivos das sete unidades de conservação sob a responsabilidade do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), com vistas à definição de novos arranjos de gestão de conselhos orientados para enfoques ecossistêmicos e territoriais.

As discussões objetivaram propiciar a participação social da gestão ambiental pública; a explanação sobre as categorias de unidades de conservação federais em Roraima; o nivelamento sobre as bases legais e diretrizes institucionais sobre os conselhos federais; a leitura da realidade de cada unidade de conservação, como seus usos e atividades, atores sociais, problemas, potencialidades, e papel do conselho diante dos desafios; além de levantar propostas de novos arranjos para o funcionamento dos conselhos consultivos.

Para a professora Lidiana Lovato, os eventos representaram uma importante alternativa para os entes que compõem os conselhos consultivos. “O ICMBio teve o cuidado de reunir todos aqueles atores que atuam como conselheiros nas diferentes unidades que compõem o cenário do nosso estado, com o intuito de que possamos nos conhecer melhor como parceiros responsáveis pelo uso sustentável de nossos recursos e desenvolvimento regional. A discussão se deu em torno da reorganização dos conselhos, para que sejam mais atuantes e funcionais e Roraima”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
8/11/19