Professores publicam artigo sobre fenômenos migratórios na perspectiva da saúde coletiva

por Virginia publicado 20/05/2020 15h22, última modificação 20/05/2020 15h22
O artigo é fruto de estudos dos professores pesquisadores Aristides Sampaio Cavalcante Neto, Emanuel Araújo Bezerra e Ananias Noronha Filho.

Mesmo em tempos de isolamento social, as pesquisas não param, e ganham ainda mais importância no contexto da pandemia. Desta vez, professores da área da saúde do Campus Boa Vista do Instituto Federal de Roraima (CBV/IFRR) tiveram artigo aprovado para publicação no periódico Recien – Revista Científica de Enfermagem, que tem qualis A, de acordo com a avaliação da Capes.

De autoria dos professores pesquisadores Aristides Sampaio Cavalcante Neto, Emanuel Araújo Bezerra e Ananias Noronha Filho, o estudo intitulado “Fenômenos Migratórios na Perspectiva da Saúde Coletiva” constitui-se em uma revisão de escopo que objetivou analisar, no que tange à abordagem teórica e metodológica utilizada, as produções científicas dos últimos dez anos que tratam do tema da saúde de imigrantes e/ou refugiados.

“A pesquisa concluiu que os trabalhos científicos são essencialmente unicausais e não abordam a determinação social da saúde e da doença. Apenas consideram essas questões como influenciadoras desse processo. Sendo assim, a pesquisa alerta para o grande “vazio” que existe na produção científica, para o reflexo da prática meramente funcionalista da pesquisa em saúde nessa área não se levando em conta as especificidades desses grupos populacionais. Esse estudo é um alerta para que as questões sociais sejam vistas de outra forma, na gênese dos problemas de saúde junto a esses grupos”, explicou Neto.

Com relação às diversas possibilidades no campo da pesquisa em saúde no âmbito do IFRR, Neto destaca que projetos de extensão são alternativas significativas. “Podemos desenvolver projetos de extensão junto aos alunos de diversos cursos do IFRR objetivando captar a realidade mais objetiva dessas pessoas, identificar as reais necessidades de saúde e vulnerabilidades. Dessa forma, contribuiremos de fato para a melhoria da assistência de saúde a essas pessoas”, disse o pesquisador.

O próximo número da revista deve ser publicado até 15 de junho.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
20/05/20