Câmpus Boa Vista Zona Oeste inicia seu primeiro curso técnico

por Fábio Santos publicado 09/10/2014 00h00, última modificação 17/12/2014 16h46
Na noite de ontem (8), na Escola Estadual Elza Breves de Carvalho, foi realizada a aula inaugural do primeiro curso do Câmpus Boa Vista Zona Oeste: Curso Técnico em Serviços Públicos Subsequente, o qual atenderá 70 alunos.
 Câmpus Boa Vista Zona Oeste inicia seu primeiro curso técnico

Aula Inaugural

Participaram da solenidade, além dos cursistas, a equipe gestora do Câmpus Boa Vista Zona Oeste; o diretor da Escola Estadual Elza Breves de Carvalho, professor Azuílo Corrêa; o reitor do IFRR, professor Ademar de Araújo Filho; o pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, professor Carlos Roberto Cabral de Lima; e a pró-reitora de Ensino, professora Ivone Mary Medeiros.

Na fala dos gestores presentes, foi destacada a importância da continuação da parceria efetivada entre o IFRR e o Governo de Roraima, por meio das escolas estaduais, que têm abrigado o IFRR quando da implantação de seus câmpus. A exemplo dos Câmpus Novo Paraíso e  Amajari, o Boa Vista Zona Oeste iniciou suas atividades graças a uma parceria, desta vez com a Escola Estadual Elza Breves de Carvalho, localizada no Conjunto Cidadão, Bairro Senador Hélio Campos, beneficiando os moradores da região, de forma imediata, e estreitando os laços com aquela comunidade, carente de qualificação profissional.

"O oferecimento do Curso Técnico em Serviços Públicos justifica-se pela  carência de mão de obra qualificada para desempenhar  diversas funções públicas com a devida capacidade técnica. Somos um estado ainda em desenvolvimento, que tem no setor público seu maior empregador. Portanto, há demanda de formação nessa área", afirmou o reitor do IFRR.

"Temos a consciência de que este momento representa a linha limítrofe entre o final de uma trajetória e o início de outra. Chegou o momento de qualificarmos nossos alunos para que se tornem técnicos capazes de atuar como profissionais eficientes, tanto técnica como humanitariamente", disse a diretora-geral do Câmpus Boa Vista Zona Oeste, Maria Aparecida Alves, acrescentando  que, em 2016, a instituição irá inaugurar a sede da unidade, com capacidade para atender 1.200 alunos. "Tenho convicção de que estruturar uma unidade de ensino que oferecerá desde educação técnica até pós-graduação não significa apenas levantar um prédio, mas, sim, promover o desenvolvimento sociopolítico e educacional de toda uma sociedade", disse.

Curso - O Curso Técnico em Serviços Públicos formará um profissional capacitado para executar operações decorrentes de programas e projetos de políticas públicas, além de exercer funções de apoio administrativo; auxiliar no controle de procedimentos organizacionais e  na organização dos recursos humanos e materiais, bem como utilizar ferramentas de informática como suporte às operações.

 

O Instituto Federal de Roraima (IFRR) tem expandido sua atuação tanto na Capital quanto no interior. Com cinco câmpus em funcionamento, atende cerca de 4 mil alunos e tem a missão de promover a formação integral do estudante,  articulando ensino, pesquisa e extensão,  em consonância com os arranjos produtivos locais, sociais e culturais. Ao contribuir para o desenvolvimento sustentável, o IFRR tem se firmado no cenário local/regional, sendo referência na Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica como a instituição de ensino profissional que mais cresce no País.

Ao fazer o lançamento de mais um curso, o IFRR, por meio do Câmpus Boa Vista Zona Oeste, vem suprir mais uma carência de formação profissional em Boa Vista.

Para o aluno Alexandre Márcio de Moura, a seriedade e o compromisso demonstrado pela equipe gestora do Câmpus Boa Vista Zona Oeste, no dia do sorteio das vagas, o fez sentir-se ainda mais motivado para participar do curso. "Estive aqui no dia do sorteio e pude observar o entusiasmo, o compromisso e a organização dos professores, os quais, mesmo com um número reduzido de candidatos, primaram pela lisura do processo de seleção. A importância do curso se justifica, uma vez que o servidor público só é lembrado quando comete alguma falha no exercício de sua função, mas raramente quando desempenha alguma atividade com êxito. Daí a necessidade de buscarmos uma qualificação", declarou.

A palestra da noite foi proferida pela professora Lidiana Lovato, do Câmpus Boa Vista, que abordou o tema: "A importância da educação profissional e o mercado de trabalho".

« Dezembro 2016 »
month-12
Se Te Qu Qu Se Sa Do
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1
  

calend_acad_2016

inscreva_se aqui 2017_1

Organograma CBVZO