TÉCNICO INTEGRADO - Novos alunos do Zona Oeste passam por manhã de acolhimento

por Sheneville Cunha de Araújo publicado 22/03/2016 14h10, última modificação 22/03/2016 14h10
Os estudantes puderam conhecer o corpo pedagógico e o corpo técnico da instituição, além do funcionamento e do atendimento no local
TÉCNICO INTEGRADO - Novos alunos do Zona Oeste passam por manhã de acolhimento

Estudantes, acompanhados de pais e responsáveis, passaram por uma programação especial para tirar dúvidas e ser apresentados ao campus de que passarão a fazer parte/ Fotos: Jackson Rodrigues

Empolgados por fazer parte de uma instituição de referência em todo o País na área da formação técnica, os novos alunos do Campus Boa Vista Zona Oeste do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (CBVO-IFRR), junto com pais e responsáveis, lotaram o auditório do Campus Boa Vista Centro (CBVC) da instituição, onde foi realizado o evento de acolhimento aos novos discentes do ensino técnico integrado ao médio.

O evento foi iniciado com as boas-vindas da diretora-geral do CBVZO, professora Maria Aparecida Medeiros, que garantiu que a meta é oferecer ensino de qualidade que permaneça como referência no estado e em todo o Brasil, como ocorre em todas as unidades de ensino da rede IFRR.

Ela informou que o mês de abril é a previsão para que os estudantes já passem a ter aulas na sede permanente do CBVZO, que hoje ainda funciona na Escola Estadual Elza Breves, mas que, com a finalização da primeira etapa das obras, passará a ter sede própria.

“Hoje começamos uma nova caminhada, de três anos, em que estaremos juntos, e tenho certeza de que, ao final desse período, formaremos as primeiras cinco turmas de ensino técnico integrado ao médio do Campus Boa Vista Zona Oeste, que contará com o esforço de todo o nosso corpo técnico e de todo o nosso corpo pedagógico para executar a política de permanência e êxito dos nossos alunos, com atividades educacionais diversas, desenvolvimento de projetos, atendimento com reforço, programas assistenciais, entre outros”, destacou.

O reitor do IFRR, professor Ademar de Araújo Filho, também fez questão de prestigiar o evento, que simboliza uma nova etapa do CBVZO, e dar as boas-vindas aos novos estudantes da unidade de ensino, que passa a atender, além de alunos do ensino técnico subsequente, os da modalidade de ensino técnico integrado ao médio.

Araújo destacou que a implantação do campus representa uma conquista não só de todos os servidores, que ajudaram a construir o projeto pedagógico da unidade, mas também de toda a sociedade roraimense, que passa a contar agora com uma estrutura criada com o objetivo de propiciar o desenvolvimento de toda aquela região na qual foi instalada.

“A escolha da instalação desse novo campus do IFRR em uma região tão necessitada, como é a zona oeste, foi estratégica, visando atender às necessidades da comunidade onde está inserido e as do entorno”, explicou o reitor, informando que a estrutura que será entregue no Conjunto Cidadão, Bairro Senador Hélio Campus, está sendo construída dentro dos conceitos de sustentabilidade para oferecer segurança e comodidade ao público atendido, com restaurante, biblioteca, laboratórios, espaço de convivência, e proporcionar o desenvolvimento do esporte.

Segundo ele, a princípio o campus inicia as atividades oferecendo dois cursos, o de Comércio e o de Serviços Públicos. No entanto, a intenção é ampliar, em breve, essa oferta, colocando cursos de formação nas áreas de saúde, indústria e, até mesmo, agricultura urbana, para atender os produtores das chácaras do entorno da região.

“Nossa intenção é avançar e pulverizar nosso atendimento, que será voltado à inclusão social e à formação cidadã. Para isso, professores, técnicos e coordenadores se dedicarão ao máximo, mas precisamos contar com empenho de vocês também, alunos, que serão os principais atores desse grande projeto de transformação social da zona oeste da cidade”, observou Araújo.

Maria José da Silva Lima fez questão de acompanhar o filho Gustavo na programação de acolhimento promovida pelo CBVZO e disse que este é um momento de grande alegria, pois vê o filho entrando numa instituição como o IFRR.

“É importante que a gente, como mãe e pai dos novos alunos, possa acompanhar este tipo de evento, que esclarece nossas dúvidas sobre como vai funcionar a nova escola dos nossos filhos, quem vai dar as aulas, como serão as aulas, entre outras informações necessárias. Mas é importante também acompanhar esta nova etapa da vida dos meus filhos”, comentou.

O filho Gustavo Silva disse que estava muito ansioso pelo início das aulas e que o evento de acolhimento foi importante para ele para que pudesse ter os primeiros contatos com os novos colegas, conhecer os professores e saber como a nova escola funciona. “Tenho certeza de que estudar aqui no IFRR vai ser bom para o meu futuro e não posso perder nenhum momento”, declarou.

A estudante Sabrina Gomes também está na expectativa de garantir um bom futuro a partir de agora. “Estou feliz em poder começar a estudar no IFRR porque sei que vou ter mais oportunidades com um ensino melhor a que passo a ter acesso”, comentou.

Ozélia Bezerra da Silva também foi acompanhar a filha e disse estar muito orgulhosa de participar dessa primeira atividade da filha no IFRR, pois sabe que é uma instituição que oferece ensino de qualidade. “Sempre ouvi de muitas pessoas que o IFRR tem um ensino muito bom, e é o que eu quero para minha filha, sempre o melhor. Sei que, com isso, muitas pessoas serão abertas para ela e farei questão de acompanhar tudo”, declarou.

NOITE – No período da noite, a partir das 19 horas, será a vez dos alunos dos cursos técnicos subsequentes do CBVZO, com atividades de acolhimento também na Escola Estadual Elza Breves.

AULAS – Após a programação de acolhimento, os alunos iniciarão as aulas no Campus Boa Vista Zona Oeste, já nesta terça-feira, dia 22. Ao todo, 255 estudantes começam as atividades na próxima terça-feira, divididos da seguinte maneira: Curso Técnico em Comércio Integrado ao Ensino Médio (70), Curso Técnico em Serviços Públicos Integrado ao Ensino Médio (105), Curso Técnico em Comércio Subsequente (40), Curso Técnico em Serviços Públicos Subsequente (40).

ENSINO INTEGRADO – É oferecido somente a quem já tenha concluído o ensino fundamental, sendo o curso planejado de modo a conduzir o aluno à habilitação profissional técnica de nível médio, na mesma instituição de ensino, contando com matrícula única para cada aluno.

ENSINO SUBSEQUENTE – É oferecido somente a quem já tenha concluído o ensino médio.

 

 

 

SHENEVILLE ARAÚJO

CCS/CBVZO

21/3/16

« Dezembro 2016 »
month-12
Se Te Qu Qu Se Sa Do
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1
  

calend_acad_2016

inscreva_se aqui 2017_1

Organograma CBVZO