Exposição reúne livros publicados por servidores do IFRR

por Antonio de Souza Matos publicado 30/11/2016 12h07, última modificação 30/11/2016 12h07
O objetivo é conhecer e divulgar, em formato de livros, as produções acadêmicas dos servidores do Instituto Federal de Roraima. Entre as obras em exposição, está Meia Pata, romance cobrado na prova do Vestibular 2017 da UFRR

 

Com o objetivo de conhecer e divulgar, em formato de livro, as produções acadêmicas dos servidores do Instituto Federal de Roraima, a Diretoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação Tecnológica (Dipesp) do Campus Boa Vista montou um estande com dez publicações no V Fórum de Integração do IFRR.

São obras das mais variadas, que vão desde a experiência de servidores para a implantação do ensino na modalidade de Educação a Distância no âmbito do IFRR, passando por teses e dissertações, até chegar ao romance regionalista cobrado na prova do Vestibular 2017 da Universidade Federal de Roraima.

De acordo com a professora Jocelaine Oliveira dos Santos, da Dipesp, a ideia surgiu como forma de divulgar as publicações e possibilitar que os servidores que integram a instituição as conheçam. “Mandamos e-mail para todos os servidores falando dessa ideia, e dez atenderam ao nosso chamado”, explicou.

Conforme a professora, a ideia é que essa divulgação científica seja constante e a própria instituição conheça as produções acadêmicas dos servidores. Será uma forma de valorizar e promover a circulação do conhecimento.

Um dos livros é Meia Pata, selecionado como obra de referência para a 1ª Etapa do Processo Seletivo Seriado do Vestibular de 2017 da UFRR. O romance regionalista, ambientado em Roraima, foi lançado em julho de 2013. Em janeiro deste ano, uma nova versão com as novas regras do Acordo Ortográfico, exclusivamente para atender os vestibulandos, e com adaptações na linguagem, para atender o público juvenil, foi publicada.

Conforme Dantas, o romance trata das raízes brasileiras, dos povos tradicionais, da natureza. As personagens principais são a onça-pintada, o pesquisador e biólogo Daniel Silva, do Rio Grande do Norte, e Iara Parente, índia macuxi que cursa doutorado na Universidade de São Paulo. O romance apresenta um enredo com várias complicações, “mas o final...”, brinca ele, “o leitor precisa ler o livro”.

 

Rebeca Lopes
Assessoria/V Forint
30/11/16