IFRR busca mais parcerias para viabilizar a mobilidade acadêmica

por Virginia publicado 12/02/2015 14h50, última modificação 12/02/2015 14h51
O Instituto Federal de Roraima (IFRR) está buscando novas parcerias para ampliar a mobilidade acadêmica tanto de estudantes quanto de docentes. Nesse sentido, na tarde de ontem (11), o reitor, professor Ademar de Araújo Filho, recebeu o cônsul de Cuba, Abraham Lorenzo Gil Pedraza, que apresentou as intenções de seu país em estreitar os laços com o Brasil, principalmente na área da educação.
IFRR busca mais parcerias para viabilizar a mobilidade acadêmica

Durante a reunião, o reitor apresentou a estrutura institucional, os cursos oferecidos, bem como projetos em andamento

O Instituto Federal de Roraima (IFRR) está buscando novas parcerias para ampliar a mobilidade acadêmica tanto de estudantes quanto de docentes. Nesse sentido, na tarde de ontem (11), o reitor, professor Ademar de Araújo Filho, recebeu o cônsul de Cuba, Abraham Lorenzo Gil Pedraza, que apresentou as intenções de seu país em estreitar os laços com o Brasil, principalmente na área da educação.

Durante a reunião, o reitor apresentou a estrutura institucional, os cursos oferecidos, bem como projetos em andamento, que anseiam por ações de parcerias que possam ampliar e fortalecer as políticas institucionais, com destaque para o projeto Sol e Vento, voltado para energia renovável, o qual está em fase experimental no Câmpus Amajari.

Já o cônsul apresentou a estrutura do consulado no Brasil, especificamente na Região Norte, e as propostas que viabilizam intercâmbios com países parceiros. Segundo Pedraza, Cuba já mantém relações com diversos países, como a China, a Coreia e a Rússia, e pode indicar instituições cubanas com áreas afins às do IFRR ou viabilizar parcerias com instituições pelas quais o instituto já tenha interesse. “Acreditamos que, juntos, estreitando os laços, podemos trabalhar de forma mais efetiva pelo desenvolvimento da educação”, disse Pedraza, acrescentando que Cuba tem a intenção de receber uma comitiva do IFRR, para visitação às instituições de ensino daquele país, e de enviar delegações cubanas a Roraima.

De acordo com o reitor, uma das áreas pelas quais o IFRR tem bastante interesse é a Agrícola, dado os avanços na produção de diversas culturas nos Câmpus Amajari e Novo Paraíso, entre elas: melancia, melão, banana, arroz e milho. Outra área de interesse é a de Engenharia Elétrica, da qual Cuba tem diversas instituições de renome, cujas experiências podem ser observadas.

Araújo acrescentou ainda que, na agenda institucional para 2015, está prevista a ampliação das parcerias não só com os países fronteiriços, como a Venezuela e a Guiana Inglesa, mas também com outros países da América Latina, além dos africanos.

Na reunião, ficou acordada a elaboração de uma carta de intenções pelo IFRR e pelo consulado para posterior assinatura de convênio.

 Virginia Albuquerque

CCS/Reitoria

12/02/2014

« Dezembro 2016 »
month-12
Se Te Qu Qu Se Sa Do
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1