IFRR busca parceria com Base Aérea para implantar polos em áreas de difícil acesso

por Virginia publicado 07/10/2015 17h00, última modificação 13/10/2015 08h04
Com o intuito de firmar parcerias que viabilizem a implantação de polos do Instituto Federal de Roraima (IFRR) em áreas de difícil acesso, como é o caso das comunidades indígenas, o reitor do IFRR, professor Ademar de Araújo Filho, acompanhado do diretor de Extensão e Articulação da Pró-Reitoria de Extensão, professor Paulo Henrique de Lima Reinbold, esteve, na tarde dessa terça-feira (7), no Comando-Geral da Base Aérea de Boa Vista, onde foi recebido pelo comandante, coronel Regis Augusto Azevedo Peroba.

 

Com o intuito de firmar parcerias que viabilizem a implantação de polos do Instituto Federal de Roraima (IFRR) em áreas de difícil acesso, como é o caso das comunidades indígenas, o reitor do IFRR, professor Ademar de Araújo Filho, acompanhado do diretor de Extensão e Articulação da Pró-Reitoria de Extensão, professor Paulo Henrique de Lima Reinbold, esteve, na tarde dessa terça-feira (7), no Comando-Geral da Base Aérea de Boa Vista, onde foi recebido pelo comandante, coronel Regis Augusto Azevedo Peroba.

Na oportunidade, o reitor apresentou a estrutura do IFRR ao comandante, destacando os cursos oferecidos por todas as unidades e a inserção deles no cenário regional, tendo em vista a formação de jovens e adultos de acordo com os arranjos produtivos locais. Enfatizou ainda a missão da instituição, como membro da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, de ocupar, de forma estratégica, as fronteiras de Roraima, levando em consideração suas especificidades, principalmente nas áreas indígenas.

“Temos a necessidade de ocupar esses espaços e, por isso, precisamos do apoio logístico de instituições como a Base Aérea tanto para o transporte de material e equipamento quanto para a garantia da segurança, pois também transportaremos recursos humanos, que serão utilizados na estruturação dos polos onde funcionarão os cursos”, explicou o reitor.

Diante das necessidades listadas, o comandante esclareceu que há possibilidade de atender à reivindicação. No entanto, o atendimento fica condicionado à oficialização do pedido ao Ministério da Defesa pelo Ministério da Educação (MEC). “Havendo um acordo formal entre os ministérios, não mediremos esforços para atendê-los e teremos o maior prazer em cumprir mais essa importante missão”, enfatizou o coronel.

Outras parcerias – Como possibilidade de ampliar a parceria entre as duas instituições, o reitor explicou que o IFRR se disponibiliza a oferecer cursos para os soldados da Base Aérea que tenham interesse em capacitar-se nas modalidades Formação Inicial e Continuada (FIC) e Rede Certific. Demonstrando interesse na proposta, o comandante se comprometeu a fazer um levantamento de demanda, por meio de equipe de capacitação, e apresentar ao IFRR as respectivas áreas de interesse.

Em contrapartida, o comandante da Base Aérea disponibilizou as instalações da área de saúde corporação – consultórios médicos e odontológicos, ambulatório e laboratório – como espaços pedagógicos para o estágio dos alunos dos Cursos Técnico em Enfermagem e Técnico em Análises Clínicas do Campus Boa Vista Centro.

Cursos já realizados em parceria – O IFRR possui diversas experiências exitosas com o estabelecimento de parcerias para formações específicas. Uma delas foi o Curso de Formação de Sargentos e Técnico em Segurança do Trabalho, ofertado a alunos do Corpo de Bombeiros Militar de Roraima em 2011, no qual foram capacitados 28 sargentos.

Outra importante parceria, firmada com a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), também em 2011, capacitou 35 profissionais no Curso Técnico em Radiologia e mais 25 profissionais em Tecnologia em Gestão Hospitalar.

Outras parcerias foram firmadas com a Secretaria Municipal de Educação (SMEC), propiciando a formação de vários servidores nos Cursos Técnico em Secretaria Escolar e Técnico em Gestão Pública.

Já está em andamento a elaboração do convênio que deve ser firmado, nos próximos dias, com o 7.° Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) para capacitar soldados em diversas áreas técnicas.

 Virginia Albuquerque

CCS/Reitoria

07/10/2015

« Dezembro 2016 »
month-12
Se Te Qu Qu Se Sa Do
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1