IFRR sedia curso de Formação em Cooperação Educacional na Fronteira, promovido pelo MEC

por Antonio Evaldo Soares publicado 23/08/2016 16h15, última modificação 24/08/2016 06h57
Começou, nesta terça-feira, dia 23, o curso de Formação em Cooperação Educacional na Fronteira para os agentes educacionais do Arco Norte do Brasil, que abrange os Estados do Acre, Amazonas, Roraima, Amapá e Pará

Começou, nesta terça-feira, dia 23, o curso de Formação em Cooperação Educacional na Fronteira para os agentes educacionais do Arco Norte do Brasil, que abrange os Estados do Acre, Amazonas, Roraima, Amapá e Pará. O evento é promovido pelo Ministério da Educação (MEC) e, nesta etapa, tem como sede o Instituto Federal de Roraima (IFRR).

A abertura do curso ocorreu na sala de reuniões da Reitoria e contou com a presença de gestores do IFRR e de representantes do MEC, do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), da Universidade Federal de Roraima (UFRR), da Universidade Estadual de Roraima (Uerr) e da Universidade Virtual de Roraima (Univirr).

O reitor do IFRR, Ademar de Araújo Filho, agradeceu a presença dos participantes e parabenizou a iniciativa do MEC, que deverá possibilitar a proposição de ações educacionais concisas na faixa de fronteira.  “Falar de formação na fronteira é tratar de algumas especificidades, como as distâncias, que, embora físicas, não impedem a convivência e o intercâmbio cultural entre os povos. Em Roraima, por exemplo, fazemos fronteira com dois países, a Venezuela e a Guiana Inglesa, que falam línguas distintas. Atentar para esses pormenores e compreendê-los, sem dúvida, é imprescindível para  a oferta de uma educação eficaz, em cooperação com os países vizinhos”, destacou.

Foto: Nenzinho Soares

O curso é ministrado pelas representantes da Assessoria Internacional do MEC Sandra Sérgio e Joana Amaral. Conforme explicou Sandra, “o objetivo é promover a capacitação, em cooperação educacional/internacional, dos profissionais de educação que atuam na faixa de fronteira. Para tanto, serão utilizadas metodologias como a facilitação de discurso e a construção de projetos. Espera-se que, ao final da formação, os participantes construam projetos reais, que possam ser aplicados nas suas instituições de ensino e entre elas [instituições], e que sejam voltados para a atuação junto com os países vizinhos”.

A coordenadora de relações internacionais do Conif, Ana Carolina Batista, que, na ocasião, representou o Coordenador da Câmara Temática de Relações Internacionais, Wilson Conciani, ressaltou que, em nível de Rede Federal, a formação contribuirá para a consolidação do Plano de Ação que vem sendo desenvolvido pelo conselho com a finalidade de estruturar as ações de internacionalização.

“No plano de ação, um dos eixos refere-se ao fortalecimento da cooperação Sul-Sul, de modo a promover um intercâmbio de conhecimentos e favorecer um debate sobre os desafios que as instituições educacionais encontram na área de cooperação internacional, objetivando a busca por soluções comuns. Nesse contexto, quando pensamos no potencial da faixa de fronteira para a integração econômica e cultural, temos certeza de que a ação é estratégica, pois trata a educação como instrumento de desenvolvimento e empoderamento dos indivíduos e das comunidades. Desse modo, se os Institutos Federais promoverem essa ação/formação, o Conif deverá apoiar a iniciativa, por meio da mobilização de gestores, da interlocução e do trabalho conjunto entre os vários atores, que deverão propor caminhos interessantes para a cooperação com os potenciais parceiros”, disse Ana Carolina.

Até o dia 25, gestores, técnicos e docentes de universidades, institutos de educação profissional e secretarias de educação do Arco Norte do Brasil deverão abordar temas como o histórico das relações do Brasil, a internacionalização da educação e a cooperação internacional. O curso ocorre nesta terça-feira, dia 23, na Reitoria do IFRR, e nos dias 24 e 25, no Campus Boa Vista Centro, a partir das 9 horas.

O mesmo curso já foi sediado pelo Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT), no período de 16 a 18 de agosto, para representantes de instituições educacionais do Arco Central do País, integrado pelos Estados de Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O próximo destino será o Arco Sul, que engloba as fronteiras dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A instituição que sediará o evento é o Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSul), no período de 30 de agosto a 1.° de setembro.

 

Laura Veras
CCS/Reitoria
23/8/2016
« Dezembro 2016 »
month-12
Se Te Qu Qu Se Sa Do
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1