OBR 2020 - Alunos do Campus Boa Vista recebem certificados e medalhas

por Virginia publicado 10/06/2021 17h26, última modificação 10/06/2021 17h26
Os alunos do CBV participaram das três modalidades da competição: apresentação, simulação e prova teórica, e obtiveram excelentes resultados.

Os alunos que participaram da edição 2020 da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) receberam, em recente solenidade, os certificados e as medalhas oficiais da competição. Na oportunidade, foram homenageados pelo grupo gestor do Campus Boa Vista (CBV), que destacou o excelente desempenho dos representantes do IFRR.

Os alunos do CBV, coordenados pela professora Deborah Deah Assis Carneiro, da Diretoria de Ensino das Áreas da Indústria e Informática (Deiinf), participaram das três modalidades da competição: apresentação, simulação e prova teórica, e obtiveram excelentes resultados.

Na modalidade apresentação, a equipe R-tank, formada pelos alunos Jacques Costa Brito, Martins Henrique Nascimento Almeida e Isaac Gabriel Ferreira Dias, recebeu certificado de participação na etapa estadual, realizada em setembro de 2020.

Na modalidade simulação, a equipe MIGs Robotit, constituída pelos alunos Jacques Costa Brito, Martins Henrique Nascimento Almeida e Isaac Gabriel Ferreira Dias foi campeã estadual do nível 5, realizado em outubro de 2020, e passaram para a etapa nacional, esta realizada em novembro 2020, ficando em 65º lugar.

Na modalidade teórica, realizada em dezembro de 2020, participaram os alunos Jacques Costa Brito, Martins Henrique Nascimento Almeida, Isaac Gabriel Ferreira Dias, Hágata Karoline Farias da Silva, Gildásio Barros da Silva e Souichiro Kommers Sotodate. Isaac e Souichiro obtiveram notas de corte para a etapa nacional, e Souichiro obteve a medalha de honra ao mérito com a melhor nota do estado.

Pra a diretora-geral do CBV, professora Joseane Cortez, a participação de estudantes do IFRR em olimpíadas, mostras e eventos, tem sido uma prática muito significativa. “Em particular, neste momento em que vivemos o distanciamento social, essas participações se tornam ainda mais significativas. Portanto, participar e ter o reconhecimento nacional foi sem dúvida um momento especial, principalmente, por envolver estudantes da área de eletrotécnica e eletrônica, que através da OBR, puderam demonstrar e vivenciar conhecimentos de ponta, no que se refere à tecnologia e às possibilidades de construção de projetos que envolvem criatividade, conhecimento e ousadia. Ficamos muito felizes com essa representatividade, seja pela participação, seja pela certificação como passo fundamental de envolvimento desses estudantes numa esfera nacional”, disse.

O aluno do 3º Ano, do curso Técnico em Eletrônica, Martins Henrique Nascimento Almeida, participou pela terceira vez da competição e relembra com carinho sua trajetória na OBR. “É uma experiência única ter participado de todas as edições como aluno do Instituto Federal. Viajei, logo no meu primeiro ano na instituição, como campeão estadual de Roraima, acompanhado do amigo e veterano Kaio Leonardo de Almeida, que me levou para esse mundo da robótica, junto com o professor Heitor Hermeson Rodrigues, que hoje está no IFCE/Campus Camocim. Ainda no primeiro ano, fui um dos únicos que participaram de duas competições ao mesmo tempo. Então, tive experiências incríveis e possibilidade de ganhar bolsas, além de conhecer professores e pessoas de todo o Brasil e do mundo, pois na OBR são várias competições acontecendo ao mesmo tempo, sendo uma delas internacional. Já no segundo ano, eu não estava muito confiante, porque fui como equipe de garagem fora do IF. Mas, no terceiro ano, pude chegar ao 1º lugar novamente e me tornar bicampeão estadual, quando recebi certificação em mais de uma categoria, encerrando minha participação na OBR, e passando essa tradição para o calouro Jacques da Costa. A OBR me possibilitou conhecer projetos como o Pibict, o Pbaex, a MNR, a 1ª Feira do Paraná e a Mostratec, um evento de alcance internacional. Essa trajetória me faz ter ótimas perspectivas para o futuro”, relatou Martins.

OBR - É uma das olimpíadas científicas brasileiras que se utiliza da temática da robótica. Tem o objetivo de estimular os jovens às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro. 

A OBR possui duas modalidades: Prática e Teórica, que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. As atividades acontecem através competições práticas (com robôs) e provas teóricas em todo o Brasil.

A quem se destina - A OBR destina-se a todos os estudantes de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista com informações do site: http://www.obr.org.br/
10/06/2021