ProfEPT– Primeira turma do programa reúne gestores, familiares e amigos para comemorar conclusão do curso

por Virginia publicado 21/11/2022 14h24, última modificação 21/11/2022 14h24
O evento ocorreu de maneira híbrida. Dos 18 alunos concluintes, 15 participaram presencialmente e 3 de forma remota. Também participaram da cerimônia o coordenador do ProfEPT no IFRR, professor Marcos André Spósito; gestores do CBV e da Reitoria, além de familiares e amigos dos mais novos mestres formados pelo IFRR.

Na noite da última sexta-feira, 18, no auditório do Campus Boa Vista (CBV), ocorreu a Solenidade de Encerramento da 1ª Turma do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT).

O evento ocorreu de maneira híbrida. Dos 18 alunos concluintes, 15 participaram presencialmente e 3 de forma remota. Também participaram da cerimônia o coordenador do ProfEPT no IFRR, professor Marcos André Spósito; gestores do CBV e da Reitoria, além de familiares e amigos dos mais novos mestres formados pelo IFRR.

Essa primeira turma deveria ter concluído o curso em 2021, no entanto, em virtude da pandemia de covid-19, houve a prorrogação do prazo para que os alunos pudessem desenvolver seus produtos com tranquilidade, garantindo a qualidade e a viabilidade técnica da proposta.

Os trabalhos de conclusão de curso deram origem a 18 produtos educacionais. No mestrado profissional, o produto educacional é um objeto de aprendizagem, como um pequeno livro, um manual de atividades, uma sequência didática, um aplicativo computacional, um software ou um jogo educativo.

Por serem pioneiros e terem estudado boa parte do curso no momento mais complicado da pandemia de covid-19, a oradora da turma, Lidiane Santos, destacou, em seu discurso, os desafios enfrentados pelos alunos com as aulas on-line e com o desenvolvimento dos estudos e das pesquisas em plena vigência dos protocolos de prevenção à doença e das rígidas normas de isolamento social, o que impactou bastante o andamento do curso e o cronograma de desenvolvimento dos produtos tecnológicos pelos estudantes. Mas, apesar de todas as dificuldades ocasionadas pela pandemia, a turma permaneceu firme e, com muita determinação e união, conseguiu finalizar o curso. “Hoje, certamente, somos mulheres e homens novos, gratos, muito mais confiantes, e seguiremos sempre acreditando que tudo é possível àqueles que persistem e confiam!”, disse.

Para a diretora-geral do CBV, professora Joseane Cortez, o curso de mestrado tem uma grande relevância não somente do ponto de vista acadêmico-institucional, mas principalmente social, uma vez que os produtos originados das pesquisas dos alunos devem impactar de maneira decisiva a comunidade em geral. “É preciso enfatizar esse curso de mestrado como instrumento educacional que vai promover mudanças sociais significativas, pois nele foram apresentadas soluções inovadoras para muitos problemas enfrentados pelas instituições escolares. Portanto, tem enorme valor no campo da pesquisa aplicada, e, a partir dessa primeira turma, efetivamos um marco histórico no processo de construção coletiva de alternativas viáveis para problemas que afetam o nosso dia a dia. Destaco ainda o grande orgulho que temos em sediar um curso de mestrado que beneficia servidores dos vários campi do IFRR e da comunidade em geral”, ressaltou.

A reitora do IFRR, professora Nilra Jane Bezerra, afirmou que é mestrado que o profissional aprimora o perfil de pesquisador, além de enfrentar muitos desafios para conciliar os estudos, as pesquisas e as atividades laborais, ainda mais num contexto de pandemia. “Vocês são vitoriosos, pois venceram não somente o processo de seleção, mas também chegaram até aqui, após esse longo período de pandemia, de maneira exitosa. Além disso, souberam caminhar juntos, contando sempre com a ajuda dos professores e de todos que contribuíram para a organização e realização desse programa de mestrado. Temos aqui egressos de outros cursos técnicos e de graduação que seguiram conosco e que acreditaram no ProfEPT, e isso é muito significativo para a instituição. Então, que esse programa possa se consolidar a cada turma que irá se formar, pois sabemos que é um processo muito árduo, mas, ao final, extremamente gratificante. Parabéns a todos pela conquista!”, disse.

 

Virginia Albuquerque
CCS/Campus Boa Vista
21/11/22